A cebola do Outback, por Rafael Mantesso

O Cylon me passou este post que estava no “Update or die“.

“A Blooming Onion tem 02 segredos: a cebola e o molho. Se você acertar nos dois já tem 85,8% da receita e não vai precisar aturar aqueles garçons agachados do Outback, fingindo simpatia.”

“Nos Estados Unidos eles usam cebolas especiais para este prato, elas são 4 vezes maiores que as nossas, o segredo como disse, é escolher uma cebola grande, escolha a cebola italiana ou espanhola. Os outros ingredientes são fáceis!”

PARA A CEBOLA

• 1 Cebola italiana ou espanhola gigante
• 1 ovo
• 1 copo de leite
• 1 copo de farinha de trigo
• 2 colheres de farinha de fubá
• 1 1/2 colher de chá de sal
• 1 1/2 colheres de chá de pimento vermelha em pó
• 1/2 colher de chá Pimenta do Reino em pó
• 1/4 colher de chá de oregano seco
• 1/8 colher de chá tomilho em pó
• 1/8 colher de chá cominho
• Óleo vegetal

PARA O MOLHO

• 1/2 copo de maionese
• 2 colheres de chá de ketchup
• 2 colheres de chá creme de raiz forte
• 1/4 colher de chá de páprica
• 1/4 colher de chá de sal
• 1/8 colher de chá de oregano seco
• Pitada de Pimenta do Reino em pó
• Pitada de Pimenta Vermelha em pó

1. Prepare o molho misturando todos os ingredientes numa vasilha pequena. Mantenha o molho coberto na geladeira até a hora de servir.

2. Bata o ovo e misture com o leite numa vasilha grande o suficiente para caber a cebola. (mistura 1)

3. Numa vasilha separada, misture as farinhas, o sal, as pimentas, oregano, tomilho e o cominho. (mistura 2)

4. A magia desse prato é sua apresentação. A cebola é cortada como se fosse uma flor aberta. Para fazer este corte o Outback utiliza um Blooming Onion Cutter, mas como você não tem um desses em casa vai precisar utilizar uma faca bem afiada. Primeiro corte uns 2cm do topo e da base da cebola (essas são instruções para você que conseguiu uma cebola grande, se estiver fazendo a receita com uma cebolinha pequenininha, use o bom senso). Tire a casca da Cebola. Tire o miolo dela com aproximadamente 2 cm de diâmetro. Agora use uma faca maior para cortar as ‘pétalas’ da cebola. Lembre-se para não cortar até o final e sim deixar uma beirola para a cebola não desmanchar. O ideal é fazer o primeiro corte bem no meio da cebola, girar a cebola 90 graus e cortar de novo fazendo uma espécie de ‘X’ como se estivesse fatiando uma torta. Vá cortando as seções da cebola sempre no meio com muito cuidado até ter cortado umas 16 vezes. Lembrando NÃO CORTE ATÉ O FINAL DA CEBOLA PARA NÃO DAR MERDA NA HORA DE FRITAR. Os últimos 8 cortes são bem fininhos, use a mão firme e não fique triste se sua cebola não parecer uma flor certinha, porque mesmo assim ela ficará muito gostosa.

5. Espalhe as ‘pétalas’ da cebola. As seções da cebola tendem a ficar juntinhas, então você deve espalhar bem para facilitar a fritura e torná-la mais homogênea. (uma dica é colocá-la na geladeira por uns minutos com água e gelo).

6. Mergulhe a cebola na mistura 1 e depois, numa outra vasilha, coloque a cebola e vá jogando a mistura 2 por cima até cobri toda a cebola. Lembre de abrir bem as ‘pétalas’ e jogar a mistura na cebola toda. Uma vez que você viu que cebola está bem coberta da mistura 2, mergulhe-a novamente na mistura 1 e depois faça novamente o ritual da mistura 2 lembrando sempre de abrir bem as ‘pétalas’ para um melhor resultado final. Verifique se a parte de fora da cebola está bem coberta da mistura 2. Deixe a cebola descansar na geladeira por 15 minutos enquanto o óleo vai esquentando e ficando pronto pra fritura final.

7. Esquente o óleo numa panela funda até 350 graus. Certifique-se de que está usando óleo suficiente para cobrir toda a cebola quando for fritá-la.

8. Frite a cebola com o lado aberto pra cima por uns 10 minutos ou até ficar dourada (como na foto aí em cima).

9. Quando a cebola ficar dourada (como na foto) remova-a do óleo e deixe-a secar bem num papel-toalha.

10. Abra a cebola com cuidado e coloque a vasilha do molho no centro (como na foto).

A receita é detalhada porque já fiz aqui em casa nesse esquema e ficou legal demais, se tentarem, voltem para nos contar.

O post é do Rafael Mantesso, que escreve também no Marketing na Cozinha.

Anúncios

6 Respostas para “A cebola do Outback, por Rafael Mantesso

  1. Silvia Simoes

    Hummm ! A cebola do outback é tudo !

  2. Nossa, até que eu tava a fim de fazer mas depois que li tudo, parece ser muito complicado.
    Prefiro ir mesmo no Outback e comer lá.
    Além disso o preco é barato.

  3. Sim ! Eu gostei da dica mas confesso que me dá preguiça de fazer – só pra eu comer ! Também acho mais fácil pagar R$25 e comer pronta !

    Mas um dia que eu receber alguem em casa, eu faria para amigos – deve impressionar né ! hehe

  4. Aha esse eh uma das poucas maneiras que eu como cebola rs mas essa cebola eh uma delicia!!!

  5. A maioria dos atendentes do outback são simpáticos sim, por natureza, Vc deve ser o tipo de cliente chato que come bloom e bebe coca-cola refil a noite inteira e não paga os 10 % do waiter. Tsc, tsc, tsc, que pena de vc.

  6. tudo bem colocar a receita do outback nao vejo problema algum.. trabalho em um outback inclusive sou gerente de um.. achei seu comentario meio podre sobre os funcionarios.. pense nisso antes de falar as coisas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s