Frutos do mar

Após lerem o post do evento Ad Chef, alguns me perguntaram sobre as vieiras e outros até sobre o vôngole (um pouco mais comum por aqui).

Pois bem, não sou uma grande entendedora de frutos do mar – mas compartilho algumas fotos e percepções que obtive na minha visita ao Chile e informações que aprendi em casa.

As vieiras são estes moluscos, também conhecidas como as conchas da Shell. São super saborosas pela textura diferente que possuem e por serem mais suaves que as outras conchas que comemos por aqui (elas também são molinhas e carnudas). Não se encontra vieiras em qualquer peixaria e em qualquer feira, mas dá para acha-las no mercadão de SP e em peixarias por encomenda. Sim, são escassas e caras (mais de R$100 o quilo) – mas valem o que custam.

Os Locos (como são chamados no Chile) ou Chanque (como são chamados no sul do Peru), são estes moluscos carnudos e também deliciosos. Tão deliciosos que foi o fruto do mar que mais gostei de comer no Chile. A textura também é macia e a “carne” é suave e com pouco gosto de maresia (diferente da maioria dos moluscos). Come-se cozido com vinagrete ou maionese ou algum molho especial.

Outro fruto do mar que me agradou muito foi o maravilhoso King Crab ou centollas. Uma espécie de caranguejo gigante que tem carne bem clara, suave e bem saborosa (um sabor que lembra a mistura entre caranguejo e lagosta). Pena que também custa caro: cerca de R$200 cada um.

Por outro lado, os Pirorocos, moluscos que vivem nessas conchas da esquerda não me agradaram muito pelo sabor forte e estranho e pela textura diferente (tive a leve sensação de estar comendo aqueles pelos que ficam perto do coração da alcachofra, sabem?).

Os Piures, este horroroso fruto do mar, também não me agradou pelo gosto forte (provavelmente devido a altíssima taxa de iodo e de ferro). Descobri lá que o piure é um animal marinho que vive dentro de uma cobertura dura chamada túnica (foto da esquerda que parece uma rocha marinha). Quando eles tiram a parte dura, fica esta parte mole comestível. Ou cozinha-se ou come-se seco (última foto), como se fosse um “beef jerky”.

E respondendo quem me perguntou sobre os vongoles. Achei estas fotos na net.

Vongoles são estas conchas gordinhas, muito consumidas também na Itália.

Enquanto Sururu são estas conchas mais achatadinhas que são bastante populares no Nordeste do Brasil.

E as ostras estas conchas maiores que muitos comem crua, com limão.

Bom, mesmo que bem superficial, espero que tenham gostado desta apresentação de alguns frutos do mar que temos na América do Sul.

Ah, não mostrei a Lula e o Polvo, porque depois que o polvo Paul apareceu – acho que ninguém mais os confunde não é? risos

🙂 Eli

Anúncios

16 Respostas para “Frutos do mar

  1. UHmmm vc fala parecendo tudo tao gostoso….mas nao tenho coragem de comer nenhum desses ai, bom acho que so o king crab.
    Esse tinha no japao mas tambem nunca tive coragem de gastar tanto dinheiro so para esperimentar.

  2. Nossa que foda o erro de portugues foi o pior dos piores

  3. Que d !

    Adorei o post.

    Agora posso dizer que já sei o que são vieiras.

    Descobri também que eu sempre achei que vongoli e sururu fossem mariscos.

    Você poderia fazer um post assim de outras coisas, tipo de temperos por exemplo. Eu mesma não entendo muito a diferença de salsa, salsinha, cheiro verde, etc

  4. Que legal Duda.

    Que bom que gostou. Você foi uma das que inspiraram o post.

    Gostei também do convite. Vou ver se uma hora escrevo sobre temperos, afinal amo temperos !

  5. Cyntia, comer moluscos é algo que vai se acostumando.

    Mas ostra ainda não desce. Nem gratinada, nem assada, nem com creme, muito menos cru.

  6. Eu também não gosto muito de frutos do mar e adorei come-los quando fomos no Chile.

    Um ou outro não é tão bom, mas no geral, quando bem preparados, valiam a pena.

  7. Super legal este post. Eu também não sou muito fã de coisas do mar e por isso não conheço muitos frutos do mar e tampouco sei a diferença deles.

  8. Lucia Helena Santana

    A maioria dos frutos do mar que você mostrou eu nunca vi ao vivo. Só ostra e esses vongoles que eu já vi, mas nunca experimentei.

  9. PARABÈNS Eli, vc salvou nossa tarde! Quando preparei um espaguete aao vongole (prato típio de Napoli) para minha amiga e tb apaixonada pelos sabores de vida, a Arieane, ela lembrou de um moluso horrvel que tinha comido em rcente voagem ao chile. Elal temtoud descrever o gosto e..daí teve a idéia de buscar na net “no Google tem tudo “. E tem mesmo! Mas a sua descrição tão cuidadosa e honesta, isso nem sempre a gente encontra!

    Valeu, nós curtimos muito…

    Marco

  10. Quantos frutos do mar que eu nunca havia falar.
    Adorei este post. Muito interessante e construtivo mesmo.
    Parabéns ! beijoo, Lud

  11. Hola,
    Estoy hoje en Santiago – Chile, estaba en el mercado central. Tuve unas experiencias muy buenas con las marisquerias. La cocina del mercado és muy guaca! hahahaha, tentei enganar com meu portunhol… Mas enfim, de fato estou aqui no Chile (sou turista brasileiro) e tava no mercado mesmo. Comi quase tudo que está mencionado aqui no “Comi por aí”, só a centolla que não experimentei, tava meio em falta e o assédio pra comer nos restaurantes até tirou um pouco da fome.
    O fato é que comi e gostei de tudo, algumas mais outras menos. Só pra complementar as informações daqui. Tem também as “machas” que são meio rosadas depois de ferverntado, são minhas preferidas pq o sabor não é tão forte. E o vongole brasileiro é parecido com o que chamam aqui de “almejas”, mas as daqui do Chile são enormes e com o gosto bem acentuado.
    Estarei no sur del Chile (la Patagonia) y espero comer mucho mas.
    Ah, muy bien como describe los alimentos.
    Hasta luego.

    • Hola Hugo,
      q tal?
      Mto legal seu complemento, me deixou com vontade de voltar ao Chile !
      Já q vai para o sul, tente ir a Puerto Varas, no Buenas Brasas (acho) – fique no Hotel com nome alemão, q fica atravessando a rua da rodoviária, cujo simpático dono chama Jorge!
      Coma tb torta alemã e almoce em um dos restaurantes pequenos de Puerto Montt … depois nos conte ! bj

  12. Marcia d' Ávila Rocha

    Olá!
    Estava navegando, e deparei-me com seu blog, então; acrescento minha experiência , com minha estadia na V região do Chile, onde fiz um estágio de 2 meses, janeiro e fevereiro/2011, em El Quisco, entre Algarrobo e Isla Negra, num restaurante que existe a 50 anos, que qdo abre ao meio-dia, soa uma buzina de navio. Conheci a verdadeira Cozinha Típica e tb Crioula Chilena, conheci tb o cozinheiro de 20 anos de Pablo Neruda. O que mais me impressionou, os locos, que para ficarem macios tem que serem golpeados, como os polvos tb. E ai me pergunto, será que esses frutos do mar já estão em extinção? Pensem nisso!!!

    • Olá Marcia ! Que imersão boa que você fez hein ! 2 meses no Chile, conhecendo a fundo a cultura local. Q delícia!
      Minha próxima visita terá que incluir El Quisco então. Conheci a cozinha crioula no Peru e adorei… no Chile repetimos a dose, mas a influência histórica já havia sido perdida um pouco nos restaurantes que fomos… que puxavam mais para o contemporâneo, utilizando ingredientes e técnicas novas.
      Sério que os locos precisam ser golpeados? Não sabia !!!!!
      Mas concordo com vc, acho q estao em extinçao pois nunca vi locos por aqui e por outros paises sul-americanos q visitei. Triste, não?

  13. Danielle Pereira

    Faltou dizer que o piure também se come cru! Aliás, é como a maioria das pessoas come: Cru com um pouco de limão espremido!..Aaaargh! Eu nunca tive coragem de provar!

  14. Meu marido é alagoano, sempre traz sururu das suas viagens, mas n tenho coragem de comer, por isso procurei mais informação, gostei e acho bonito comer esses frutos do mar, mas continuo sem coragem kkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s