Restaurante Maní

Semana passada fui ao restaurante Maní, dos chefs Helena Rizzo e Daniel Redondo.

Um ambiente simples, bastante agradável que serve pratos com influências da Itália, do Mediterrâneo e do Brasil, claro.

Tirando o guardanapo e o jogo americano de papel, não tenho nada do que reclamar, pelo contrário – Ao Maní só reservo elogios.

Comida maravilhosa com atendimento impecável. Impecável mesmo. Há tempos que não vou a um restaurante com garçons tão atenciosos e tão bem preparados (não só conheciam os ingredientes de cada prato como também a preparação deles).

O couvert simples (R$13 por pessoa) agradou. Trazia lascas de polvilho, pães de mandioquinha e um pão que vinha com algum tipo de castanha, servidos com manteiga, queijo feta com pimenta rosa e coalhada seca.

Pulamos a entrada para exagerarmos nos vários pratos principais que pedimos. Pratos gentilmente porcionados, na cozinha, para que pudéssemos experimentar o máximo possível do restaurante.

 Comecei com um risoto de beterraba, com pupunha, coalhada seca e azeite de trufas brancas (R$45). Prato com “personalidade forte” por causa da beterraba, com acidez e sabor bem interessante.

Então passei pelo Capelinni com mix de cogumelos ao perfume de limão siciliano e azeite de trufas (R$43). Maravilhoso, aromático e extremamente equilibrado. Provavelmente foi o prato que mais gostei do dia.

Em seguida recebi o Bobó do Maní, montagem com camarões grelhados sobre purê de mandioquinha e leite de coco ao molho de cogumelos (R$55). Prato que achei tão excelente quanto o capelinni.

Fui então para o Peixe do dia, um robalo, a baixa temperatura no tucupí (molho amarelo extraído de uma mandioca brava) com banana da terra e migalhas do Maní (R$60). Sensacional receita com rica mistura de elementos brasileiros e um aroma defumado, que deixou o peixe leve e ainda mais saboroso. 

E para fechar a degustação, encerrei com um Rosbife em crosta de Lapsang Souchong (um chá chinês), acompanhado por uma salada morna de batata e cenoura coberta por ovo ralado (R$61). Delicioso mas se tivesse que eliminar um prato (dentre os que eu experimentei), eliminaria este.

Para sobremesa fui mais tradicional e pedi o creme brûlée que tanto amo (R$18), que estava uma delícia. Ao contrário da maioria dos cremes, ele foi servido em um recipiente chato então o creme era “espalhado” e com mais crosta de açúcar por cima. Excelente!

Mas claro, mesmo sendo feio, não resisti e cutuquei a espuma de nutella com sorvete de gengibre e calda de mexerica (R$18)

E o Café Padoca (R$17), combinação de creme de leite, sorvete de doce de leite, gelatina de café e lascas de pão com manteiga.

E sim! Como eu mencionei no twitter, foi o restaurante que mais gostei de ter ido nos últimos tempos.

E um viva para os 3kgs que devo ter engordado depois de ter comido tudo isso. Rá!

R. Joaquim Antunes, 210 – São Paulo – SP – Tel. 3085 4148

🙂 Eli

Anúncios

16 Respostas para “Restaurante Maní

  1. Eli, adorei!!! Fiquei com muita vontade de ir! Também adoro falar de comida (tenho alguns amigos com quem sempre a conversa acaba caminhando para isso) e acho esse blog o máximo, muito divertido! Beijos!

  2. Lucia Helena Santana

    Fiquei muito com água na boca.
    Um prato mais lindo que o outro.
    Que delícia. Pena que os preços são altos para mim.

  3. Esse post ê super tentador.
    Como não experimentei só posso dizer que os pratos são super bonitos.
    Que gostoso.

  4. Lilian Terenzo

    Que maravilha.
    Fui a este restaurante há alguns anos atras. Achei otimo, com decoração fofa e bem badalado também.
    Foi um investimento muito bem empregado. Uma experiência super agradável. Adorei!

  5. Esse bobó Mani é maravilhoso. Experimentei na minha ida ao Mani também. 
    Da proxima vez que você for experimente o ovo e o sorvete de gemada. Ambos deliciosos. 

  6. Oi Alice !!! Que legal que gostou do blog ! E como vc mencionou que gosta de comer, aproveito para convida-la a escrever sobre suas comilanças por aí também hein !
    Espero uns posts seus ! bj

  7. Olá Lucia,

    Lá, no almoço, tem uns pratos executivos tb. Não deixe de ir pelos preços que vc viu aqui – vc pode experimentar esse “pf” chique que eles oferecem.
    bj

  8. Olá Emi,

    Realmente eu vi esse ovo, que é cozido em X graus e tal e essa sobremesa – pensei em pedir o ovo de entrada pela descrição do preparo mas acabei desistindo para poder atacar mais pratos principais

    Já a sobremesa nao pedi de proposito pq nao gosto mto de doces com ovos e pq qdo tem creme brulee eu nao consigo recusar. Mas da proxima vez eu peço pro meu namorado pedir entao pra que eu possa experimentar. hehe

    obrigada pela dica. bj,

  9. Esse não é o restaurante da Fernanda Lima?
    Minha amiga disse que sempre aparece uns globais por lá.

  10. Carol Laurenti

    Fiquei com água na boca de ver este post, só não consigo imaginar tanta comida cabendo dentro de uma pessoa. rs

  11. Na próxima eu quero ir. Não quero perder essa boquinha ou bocão (pela quantidade de pratos). hahaha

  12. Eu adoro comer no Mani. Principalmente no almoço, aih que saudade de lá…

    Visite meu fã blog, é só sobre a dona do restaurante. Fernanda Lima, claro!!
    http://fernandalimaguria.blogspot.com

  13. Uhmmm os pratos parecem realmente deliciosos!!!

  14. Se a Fernanda Lima estiver por lá da próxima vez que você estiver por lá, me chama.
    Comer pratos que parecem tão maravilhosos vendo a Fernanda Lima deve ser o jantar perfeito.

  15. Fiquei com água na boca ao ver essa reportagem.

  16. mentira que voce comeu isso tudo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s