Sobaria: culinária do Sul do Mato Grosso

Conheci o Sobaria através da Nat e desde então já fui com meus pais, com amigos e recentemente com meu namorado.

O restaurante oferece pratos do sul do Mato Grosso e o Sobá (macarrão japonês típico de Okinawa, que dá nome ao restaurante).

Mesmo tendo como especialidade o macarrão, sempre que fui optei pelas saborosas carnes, que contam com cortes diferentes dos tradicionais, e que sempre são oferecidas bem macias (algumas derretendo) e bem temperadas.

Como era a primeira vez que meu namorado visitava este restaurante, escolhemos o Mix no réchaud (R$65) que vem com quatro tipos de carnes:

  1. Bananinha (intercostal do boi – obtido da separação da lateral da costela bovina dos ossos). Deliciosa!
  2. Pacuzinho (nesse caso não é o peixe – mas sim um tipo de corte que lembra a fraldinha e que também é conhecido como bife do vazio).
  3. Cupim (que vem derretendo)
  4. Lingüiça Pantaneira (saborosa, bem temperada e quase sem gordura).

As carnes sempre acompanham arroz, vinagrete, farofa e uma mandioca amarelinha e super macia.

Para beber, entramos no clima e pedimos o Tererê  (R$10) – bebida de mate que ao contrário do chimarrão é servida gelada.

Ah, para sobremesa aproveite para experimentar algum sorvete feito com frutas do cerrado. Eles são servidos no restaurante ou na loja que fica ao lado do restaurante. Só NÃO tomem de Jatobá.

 Ta aí, um restaurante regional para se conhecer um pouco da culinária sul matogrossense, já  que ela não é tão divulgada por aqui.

Sobaria: Rua Aurea, 343, Vila Mariana – SP. 11. 5084 8014

🙂 Eli

Anúncios

7 Respostas para “Sobaria: culinária do Sul do Mato Grosso

  1. Esse restaurante fica perto de casa. Ele é gostoso simples mas tem um preço maior do que deveria.

  2. Eu sou fã de carne e adoro este restaurante exatamente por ser um lugar com carnes bem preparadas e muito saborosas.

  3. Carol Laurenti

    Quando eu ia imaginar que bananinha era uma carne e que pacu não é só um tipo de peixe.
    O mais engraçado é que são nomes brasileiros. Isso demonstra como falta conhecimento nosso em relação a nossa propria cultura e país.

  4. Fernanda Lupo

    Essa lingüiça pantaneira é boa mesmo.
    Esse restaurante é ótimo! Comida simples, saborosa, em bairro calmo que sempre tem lugar para parar e com preço justo (na minha opinião)

  5. Carol Laurenti

    Parece que a comida do mato grosso lembra a do rio grande do sul.
    Mate,carnes, rustico

  6. Flavia Minadeo

    Linguica sem gordura. Dessa eu gostei.

  7. a Carol e outros usuarios , eu digo:
    O mato grosso do Sul é uma extensão do Rio Grande do sul
    e é mesmo, eu nasci em Campo Grande-MS, e nessa
    cidade tem comunidades “gaúchas”, comunidades gaúchas
    eu ainda me lembro da epoca que tinha na minha
    igreja a ” noite do Sobá e Yaksoba” era bacana
    e no Rio grande do sul está começando a virar costume
    tomar Tereré , e mesmo, já que chimarrão no verão e dia
    quente as vezes é meio ruim, e o TererÊ cai bem pro verão
    e tanto que a MArca Tererê Chileno tá fazendo MErchan na radio
    atlantida, a maior radio do rio grande do sul e Santa catarina
    bebida de TererÊ é bom , e o meu favorito é tereré com Limão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s