“Bagette” Francesa

No Brasil temos a vigilância sanitária para pegar no pé dos estabelecimentos alimentícios a manterem-se na linha (pelo menos onde os clientes podem ver), mas mais que isso nós brasileiros temos esse lance de: “pobre mas limpinho”.

Somos limpos, lavamos a mão quando vamos ao banheiro, tomamos banhos diários (muitas vezes mais do que um por dia) e buscamos não tocar nos alimentos.

No Japão eu sei que eles também são paranóicos pela higiene. O caixa usa luvas para não tocar em dinheiro, eles usam máscaras para não passar doença para outras pessoas e não entram com sapatos que usam na rua, dentro de casa (chega até ser exagerado), mas nem todos os lugares são como o Brasil e o Japão.

Lá fora, na Europa por exemplo, é bem diferente e hoje resolvi falar sobre os franceses.

Dizem que francês não toma banho e por isso produzem os melhores perfumes (acho bem provável, porque os odores no verão… affff!).

Uma coisa que me choca, quando vou para a França, é a manipulação de alimentos, principalmente da famosa baguete francesa.

Não há a preocupação em não tocar (com a mão suja) na baguete. Com a mesma mão que se coça a cabeça, pega o dinheiro, eles pegam a baguete (e sem proteção, pinça ou qualquer outra coisa que evitaria a contaminação).

E em todos os lugares que comprei a baguete, percebi que eles não a protegem  como fazemos. Em alguns lugares eles colocam em saquinhos minusculos (que só servem para cobrir uma das pontas do pão) e em outros eles passam uma pequena folha de papel, no meio da baguete (deixando suas ponta, e o restante do almento, descobertos).

Uma vez que os franceses recebem os pães, assim, sem proteção, eles também o transportam sem proteção, levando-os em sacolas, mochilas, embaixo das axilas, na cesta da bicicleta, em cima do banco do metrô (lugar “limpíssimo”) …

De verdade achei bastante nojento isso, mas talvez essa seja uma das magias da baguete francesa e um dos motivos pelo qual saborear uma baguete francesa, quentinha, fresquinha e sujinha, seja tão gostoso.

Como prova de que os franceses carregam as baguetes de formas inusitadas, achei esse desenho na net que ilustra algumas dessas situações (embora eu nunca tenha visto essas capinhas na rua).

🙂 Eli

Anúncios

2 Respostas para ““Bagette” Francesa

  1. Nossa, que nojo! Fico pensando se eu é que sou cheia de frescura ou esse povo é muito relaxado mesmo, onde já se viu colocar até em cima do banco do metrô, argh!!

  2. Nojento essa pratica de carregar a baguete em qq lugar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s