Consulado da Bahia

Há dias que eu estava com muita vontade de comer moqueca. Só conseguia pensar naquele sabor do leite de coco com azeite de dendê. Humm! Só de lembrar já me dá vontade de comer novamente…rs Pensei em preparar, mas já estava quase na hora do almoço e não tinha nenhum dos ingredientes em casa. Então, lembrei-me de um restaurante que tinha ido há uns 4 anos e que era especializado em culinária baiana. Procurei na internet e o restaurante ainda estava funcionando e aberto, como era feriado fiquei com medo de estar fechado.
Chegamos ao restaurante por volta das 14 horas e já percebemos que tinha bastante gente na espera. Mas isso é normal para São Paulo ainda mais no feriado, né?! A recepcionista deu a previsão de 30 a 40 minutos de espera e justamente depois de meia hora conseguimos nos sentar. Chegando à mesa, o garçom já nos orientou a pedir o prato logo, pois eram preparados na hora e demoravam a chegar. Nesse momento já estava começando a ficar azul de fome, mas a sinceridade do garçom me agradou. Pois se ele não tivesse falado, com certeza ficaria muito nervosa com a espera.
Consulado 1 Como já sabíamos que seria moqueca, só precisava decidir do que seria, tinham pelo menos umas 8 opções, mas escolhemos a mais tradicional: pescada-amarela com camarão.
A espera da mesa nos ajudou a ver que o prato era bem servido (muita gente estava comendo a moqueca), por isso resolvemos não pedir nenhuma entrada, mesmo já estando com muita fome.
Consulado 2 Vimos também nas mesas ao lado que a porção de acarajé estava fazendo bastante sucesso (os acompanhamentos são separados e você monta na própria mesa). Caso você seja fã de acarajé, fica a dica.
Trinta minutos depois chegou a nossa moqueca borbulhando na panela de barro. Nessa hora já não estava nem conseguindo pensar, mas o aroma do leite de coco e do azeite de dendê me fizeram esquecer de tudo. A moqueca veio acompanhada de arroz branco, farinha de mandioca e pirão. Parecia muito, até achamos que daria para umas 4 pessoas, mas realmente vem bastante caldo porém pouco peixe e camarão, tinham 4 postas pequenas de pescada e uns 200 gramas de camarão.
Consulado 3 Estava fantástica! Sabor da verdadeira moqueca baiana. Apenas a porção poderia ser mais generosa (até por conta do preço nada barato: R$ 120,00). Aí que rola a revolta, pois uma moqueca dessas na Bahia custa metade do preço, mas São Paulo é São Paulo e poder ter esse privilégio de matar a vontade sem ter que pegar um avião, não tem preço.
A espera e o preço ficaram um pouco a desejar, mas o sabor da moqueca sobressaiu esses pontos negativos. Saímos do restaurante satisfeitos e sabendo que podemos contar com um bom representante da culinária baiana aqui em São Paulo.

Se ficou com vontade, segue o endereço: Rua dos Pinheiros, n° 534 (no Google aparece o endereço errado – Rua Mateus Grou, 534) – Tel.: (11) 3085.3873

Anúncios

Uma resposta para “Consulado da Bahia

  1. Dizem, no espírito santo, que moqueca é capixada o resto é peixada. rs
    Ainda assim, amo as “moquecas” baianas. Vou ver se alguém se anima a ir nesse restaurante comigo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s