Röstiland – koh samui – Tailândia

Em Koh Samui decidimos experimentar o tão recomendado restaurante Suíço chamado Röstiland, dos suíços de Berna (Veronika e Franz Seewer).

Estávamos com muita fome e pedimos Rindsfillet Stroganoff (~R$33), macio, tenro, com um molho cremoso com acentuado gosto de fundo de carne e vinho seco. Delicioso. Servido com aqueles macarrões alemão (Spätzle).

E um founde suíço para duas pessoas (R$90), com um blend de queijo forte mas delicioso como os que comemos na própria suíça.

O restaurante ficava do lado do nosso hotel, mas para os que ficam perto do centro ou aeroporto, de carro dá uns 30 minutos de lá.

Rua flower Paradise 143/2 Moo 4 Lamai beach, 84310 (perto do Renassance, como referência para os motoristas locais)

IMG_6613

IMG_6611

IMG_6610

Madero, São Paulo

Conheci o Madero, em uma visita a Curitiba, através da indicação do meu amigo Rogério, que por muitos anos morou lá.

O lugar é suntuoso, pé direito imenso, grande parte dos móveis são de madeira e é todo coberto com papel de parede de bom gosto, tem ar de lanchonete sofisticada e lembra um pouco as redes Outback em algo também. 

Sua especialidade é o hambúrguer feito por lá, servido com pão estilo francês, salada fresquinha, queijo cheddar e uma maionese sensacional (e olha que eu geralmente odeio maionese).

Adorei e decidi voltar na filial de São Paulo, no Itaim.

A filial em São Paulo é bem menor do que a Madero da Cristal (em Curitiba) e não sei se por falta de garçons, nesse dia não estava atendendo no andar de cima, o que fez uma fila grande de espera se formar, enquanto estávamos lá. 

Pedimos de entrada um palmito assado, R$35 um pouco menos assado do que eu gostaria mas super saboroso. 


Um Ancho 350g (contrafilé ou entrecotê ou filet argentino), R$53, bem saboroso 


Um Bife chorizo 350g, (carne retirada do contrafilé e que tinha uma ótima textura e veio no ponto certo, R$53


E claro, que um Cheeseburguer Madero, R$31 não poderia faltar. O cheeseburguer era excelente como o de Curitiba mas a maionese era menos densa e menos temperada que a paranaense.


De sobremesa pedimos um mini mousse de doce de leite, que nunca veio e um petit gateau de doce de leite, que estava maravilhoso mas veio um pouco fora do ponto, sem aquele recheio cremoso como deve ter.


Ainda com esses pequenos detalhes, super indico a visita.

🙂 Eli

Rua Bandeira paulista 823, Itaim 

Utopia Bar, Luang Prabang, Laos

O bar Utopia é um lugar que precisa ser visitado quando se está em Luang Prabang, no Laos.

Ele é super escondido mas tão aconchegante que alguns minutos perdidos nas pequenas vielas são recompensados pela vista do rio Mekong e pela atmosfera acolhedora do bar.

No final de tarde, é possível fazer aulas de yoga, bater papo com pessoas do mundo inteiro que estão por lá, jogar pebolim com crianças locais ou apreciar o por do sol tomando drinks ali preparados.

Passamos por lá duas noites e se tivéssemos ficado mais, na cidade, teríamos ido mais, com certeza.

IMG_5392

IMG_5384

www.utopialuangprabang.com

Le tables by Juliana – LuangPrabang, Laos

Em Luang Prabang também comemos um peixe assado, com batata e vinagrete, que estava excelente.

O restaurante fica na rua principal, onde tem vários restaurantes e a feirinha noturna. Apesar de ser um restaurante bem bonitinho o preço super acessível (USD12).

IMG_5200

Casquinha em formato diferente, Siem Reap – Camboja

Em uma casquinha em formato diferente, é servido o sorvete de máquina, em Siem reap, no Camboja.

Pegamos o menor tamanho e pagamos USD2,00

A casquinha é aquela que parece isopor, que antigamente encontrávamos nos sorvetes de rua (aqueles que eram feitos de líquidos coloridos, sabem!?) e o sorvete era aguado também inferior aos que tomamos no Brasil.

Ainda assim, interessante como com esse diferencial, atraem turistas que enchem a sorveteria em busca de algo que parece diferente.

IMG_5923

IMG_5924

Espeto de frango – Laos

Não tive coragem de comer, mas achei interessante (mas não apetitoso) a forma com que eles fazem o espeto de frango aqui no Laos.

IMG_5316

Condessa, Vila Nova Conceição 

Em um pequeno espaço na Vila Nova, fica o Condessa, restaurante dos mesmos donos do Mercearia do Conde.

A diferença é que aqui, o espaço é mais intimista e o cardápio mais enxuto. Por ser pequenino, a reserva com antecedência é necessária e em dias de frio fuja da mesa que fica em frente à porta (onde sentamos) pois o vento da rua pode acelerar sua vontade de voltar para sua casa quentinha, como nos ocorreu. Estávamos com tanto frio que nem pedimos entrada e sobremesa, risos.

Eu sou louca por nhoque de mandioquinha e achei o perfeito: leve, macio (ao ponto de derreter na boca), com molho caseiro de tomate, servido em cesta de parmesão.  Divino! R$60 

Meu marido pediu um macarrão com polvo. Muito bem temperado e com polvo extremamente macio (R$78)  

Os vinhos saem a partir de R$90 a garrafa e há boas opções para combinar com os pratos. 

Adoramos e voltaremos.